aleatoriedades,  lifestyle

sobre lidar bem com mudanças

Este blog veio de outra url! Primeira vez na floresta? Clica aqui e lê o post em que escrevi sobre isso.

Follow my blog with Bloglovin 

Não sei como serão meus dias, quem são as pessoas que estarão na minha vida nem por onde vou andar. E sinto um alívio enorme em dizer que ao invés de me congelar, as mudanças agora me impulsionam. Essa é uma das histórias – que vão estar por aqui – sobre como estou aprendendo a viver.

FIGHT!

Sempre que estou prestes a começar algo novo imagino a voz dos lutadores gritando “fight” no Mortal Kombat, uma das palavras que me motivam todos os dias.

 

DO VELHO, AO NOVO 

e sobre ser diferente

Antes da maravilhosa viagem que me ensinou a coisa mais importante sobre a vida: “A vida acontece hoje!“, eu havia abandonado fiquei longe do blog florestalis que estava com domínio do blogspot (que você pode acessar clicando aqui, mas rápido antes que ele saia do ar), e também tentei desenvolver novos hábitos enquanto começava a estudar para o vestibular. Mas não estava dando certo.

Estava acostumada com as minhas mudanças repentinas, as opiniões que não permaneciam as mesmas e as novas ideias que sempre me apareciam, e tudo isso já fazia parte da minha rotina. Afinal, como mudar mais algo que já estava sendo mudado todos os dias? Essa constante mudança me ajudou a ser mais confusa e atrapalhada do que já era, até que chegou a hora de fazer as coisas serem diferentes.

Tudo começou a mudar quando viajei para um sítio com meus amigos de carteirinha e aqueles que se tornaram meus amigos. O lugar que ficamos por pouco mais de 3 dias proporcionou momentos que não favoreceram apenas a mim, mas a todos que estavam lá. Fui em busca do amor e o achei, pude senti-lo. Meus amigos e eu fomos inspirados pelo amor, e foi aí que percebi que Ele está nos transformando.

 

NÃO É GAME OVER, É UMA NOVA FASE

, ou sobre o processo de mudança

Pensar em mudanças grandes sempre me assustou, mesmo estando imersa nessas mudanças que acontecem o tempo todo. Faz parte de mim querer ter controle de tudo e querer saber como e onde vou estar daqui 3 anos, então não aceitei bem quando essa mudança toda começou.

Respiração profunda e lenta assim como o batimento cardíaco, sensação de tontura e de que você está se fechando em seu próprio mundo. É aquela sensação de quando você congela e não consegue tomar nenhuma atitude, porque está preocupado demais com a situação para conseguir pensar no que precisa fazer agora. Cada mudança, notícia, ou coisa nova causava uma mini avalanche de pânico, ou melhor: pane.

Mesmo sentindo essa coisa estranha e pensando “quero ter controle de tudo”, enquanto tentava voltar ao normal, precisei respirar fundo, olhar para as nuvens branquinhas que estavam naquele lindo céu azul e dizer para mim mesma “Você não tem controle de nada, a única coisa que você pode fazer é lutar pelas coisas que quer. Só vai.”.

Disse isso umas 3 vezes seguidas em dias alternados até realmente entender a profundidade do “Você não tem controle de nada […]”. No final das contas aquelas coisas que eu sentia se resumiam ao medo de não saber o que fazer caso as coisas mudassem. Agora que decidi abraçar essa realidade, pude perceber o quanto estava preocupada com o futuro, e o quanto isso me impedia de ser melhor.

 

VIVENDO O NOVO

Gosto de falar que cada pessoa tem uma essência específica que diz muito a respeito dela. Seja ela forte ou fraca, a essência é a única coisa que não pode ser mudada. Agora que estou vivendo algo novo, em uma nova fase, sinto a minha essência aflorar. Ás vezes quero chorar porque não aguento tanta coisa que estava dentro de mim e eu não percebia. Outras vezes descubro uma nova vocação que estava perdida. É a mesma história: ainda que eu esteja mudando muito, sou a mesma de sempre. A mudança que antes me assustava, hoje me desperta curiosidade. E isso é incrível.

 

Mudanças são grandes desafios, te dão a oportunidade de superar medos, expectativas e de ser a sua melhor versão. Aproveite essa nova fase e faça parte da mudança!

Fotógrafa por amor, curte games, batata frita e sorvete. É no mundo das palavras, da música e da arte visual que vive a maior parte de seu tempo (quando não está estudando).

3 Comentários

quero falar algo!

pt_BRPT_BR
en_USEN pt_BRPT_BR
%d blogueiros gostam disto: