• sessão online de terapia

    é sobre propósito ou “por quê eu blogo”

    meu gosto por milhares de coisas sempre atrapalhou um pouquinho na hora de decidir o que realmente iria fazer. precisei selecionar apenas alguns cursos, hábitos e hobbies que poderia continuar praticando. entretanto, as coisas não funcionaram tão bem como pensei: é praticamente impossível usar todos os minutos do dia (sim, minutos, cheguei a esse ponto). sempre soube que esse tipo de plano não daria certo. gosto de desafios porque sempre me motivaram a continuar tentando. até que não motivavam mais.

     

    PROPOSITO_PQ_BLOGO (3)

     

     

    assumo com todas as palavras: o limbo não é um lugar pra se estar. nem sei, ao certo, se deveria dizer que estava no limbo. de qualquer forma, parecia muito com a descrição que o nome da palavra diz ser: estado de indecisão, incerteza, indefinição + sua conotação: abismo. mesmo que eu fosse guiada pelas emoções e vontades internas para praticar certos hábitos, não era o suficiente. permanecia no limbo. num looping infinito. foi quando percebi: é tudo sobre propósito.

     

    depois de ler tantos textos da Maki de Mingo sobre o assunto, parece bobeira ter demorado tanto para “receber” esse mindblowing. ter conciência que cada ser humano tem uma trilha diferente, uma experência de vida que ensina as coisas em ordens e momentos distintos, fez parecer óbvio demais que é preciso ter propósito para suceder na vida. agora percebo quão prepotente fui. menosprezei a oportunidade de uma nova experiência só porque li sobre o assunto. a parte boa da história? aceitar os significados que coloquei dentro de mim sobre cada vontade de mudança; os hobbies que quero pra minha vida e, entender cada emoção associada a essas pequenas coisas contribuíram na descoberta do meu propósito: i wanna love and be alive – quero amar e estar viva.

     

     

    PROPOSITO_PQ_BLOGO (2)

     

     

    por todo lugar que passei, tentei passar sobre o quanto acho o ser humano e a natureza coisas magníficas. they’re at least wonderfully beautiful. essa admiração toda pelos seres nunca se esvaiu de mim, e nem quero que se vá. simultaneamente, acho incrível a complexidade com que nós, meros mortais, sentimos tantas coisas de maneiras tão únicas. não existe motivo para negar minha natureza apaixonada pela vida.

     

    mais do que amar os seres vivos, quero experimentar por completo o que é estar viva. se esta não fosse uma questão importante, não haveriam pensadores de todas as áreas acadêmicas discutindo sobre o tema. antes de questionar “será que estou vivendo ou apenas existindo”, quero aproveitar cada segundo.

     

    dentro de mim, junto a esse anseio gigantesco pelo “sentir”, vem também o sutil prazer em registrar e compartilhar. enquanto – infelizmente – existem pessoas postando falsas rotinas, mensagens e ideias, quero colocar na internet aquilo que espalha amor ou, no mínimo: honestidade, sinceridade e franqueza. não quero guardar as coisas boas apenas para o meu serzinho.

     

     

    PROPOSITO_PQ_BLOGO (1)

     

     

    estes hobbies e hábitos, pelas quais mencionei, no início do texto, são meus auxiliadores de o que é sentir na pele o que é estar viva. me entender como ser e não como máquina. conhecer os limites e ainda assim saber decidir o que fazer para se manter viva. se não for para estar vivo, por quê existir?

     

    Ψ

     

    escrever sem roteiro e sem direcionamento depois de mais de 2 meses é um pouco difícil. mas, senti tanta necessidade de falar mais sobre essa experiência que o texto apenas fluiu. diferentemente das últimas – quase todas – postagens, até fiz revisão do texto. ainda, preciso lembrar de que essa clareza na escrita – mesmo sendo subjetiva – não foi conquistada da noite pro dia, nem apenas com a inspiração + revisão. escrever vai muito além dessas duas coisas. houve todo um processo (sim, para chegar numa coisa tão simples mas que foi mindbllowing): páginas e páginas de diário, atenção em dobro à saúde emocional, muitas conversas com namorado, amigos e família, além de outras fontes – às quais sou grata:

     

    • Projeto Interdisciplinar focado nos Sentidos e Emoções, na Etec Carapicuíba (Curso de Comunicação Visual – Design Gráfico);
    • Projeto de Pesquisa Científica (relacionado ao jogo que estou desenvolvendo com meus amigos) na área das Emoções;
    • Leituras e leituras de psicologia comportamental, emoções, e especialmente o livro: Design Emocional (Norman), e,
    • Vídeos do Ted Talks, especialmente esse: Why you feel what you feel, Alan Watkins

     

    muita gente anda falando sobre a relação da internet com o usurário hoje em dia, mas é bom repetir: não é sobre quantos likes você recebe naquela foto linda, não é sobre quantos followers e comments (aqueles que não são de coração) você recebeu. nunca foi sobre eles, é sobre como você sente em relação a isso. vem de dentro pra fora. a solução está dentro de você!

  • música

    playlist de janeiro // 2019 + pics • florestrack

     

    well, sou muito apaixonada por música. dentre todas as outras formas de arte, é a que mais faz me sentir viva, como um ser transbordando de sentimentos. o spotify salvou minha vida, pra quem vem da época de desviar de vírus de sites x e ainda precisar processar os áudios em algum outro programa como o torrent sabe do que estou falando. faz um tempinho que faço playlists e inspirada num post da Olivia, resolvi fazer playlists mensais.

     

    separei umas músicas aleatórias que compõem um pouco do que estou ouvindo ultimamente que me motivaram em janeiro. também achei legal colocar algumas poucas fotos desse mês para compor o post. se você já usou bullet journal, isso aqui vai funcionar como uma página de memórias.

     

     

    new vibes, florestrack • jan19

    jan19florestrack

     

     

    em janeiro sempre estou mais enérgica e especialmente agora que vou sair do lifestyle de quem fica o dia todo em casa pra quem começará a faculdade e um curso técnico, preciso de mais energia ainda. fora o trabalho com fotografia, os trabalhos sociais, e os estudos que nunca param, preciso de força pra continuar com minhas produções artísticas. acabou o tempo para inspiração, o momento agora é de ação.

     

     

    lista com link p/ lyrics + info das músicas

    ps.: clica no número da música

    1. feel it still – portugal. the man

    2. video – india.arie

    3. devil like me – rainbow kitten surprise

    4. the sky is a neighborhood – foo fighters

    5. your song – rita ora

    6. you need me, i don’t need you – ed sheeran

    7. bring it on home to me – sam cooke

    8. ain’t no mountain enough – marvin gaye, tammi terrell

    9. sedated – hozier

    10. like gold – vance joy

    11. don’t just sit here and drink yourself to death – ezra bell

    12. electric love – borns

    13. a brighter love – st. lucia

    14. fire – diskopunk

    15. the less i know the better – tame impala

    16. dog days are over – florence, the machine

    17. happier – koni, andrea hamilton*

    18. this is the day – the the

    *essa música não aparece no genius, então achei melhor deixar sem link :/

     

    jan19florestrack_pics (2)_posterizada

     

    quer me recomendar alguma música/playlist? sugestões são sempre bem vindas! (pode falar, não importa o gênero)

     

  • aleatoriedades,  diário,  estudos,  sessão online de terapia

    até que tudo mude | diário de estudo #1

    florestalis-header

     

    milagrosamente o que sinto neste momento pré-prova não é desespero. uma paz imensa tomou conta do meu ser e até a famigerada confiança que geralmente não me pertence, se faz presente em mim. “vou escrever sobre o que estou sentindo antes da prova porque vai me ajudar”, pensei ontem. tudo o que eu esperava era um oceano de medo, angústia e ansiedade. essa última vem me acompanhando já faz sei lá quanto tempo, e nos últimos dias foi mais forte, mas hoje, é só uma lembrança. primeiramente me sinto grata ao Amor. em segundo lugar, me sinto orgulhosa de mim por esse gigante passo. “não é nada de muito maravilhoso”, eu estava prestes a digitar. mas é sim! de tantas provas que fiz, tantas horas de estudo, anos de uma esperança quase morta… nunca me senti tão viva e com tanta fé. não é um mérito meu, mas é algo para se orgulhar. como disseram alguns professores “você vai lá fazer essa prova com um sorriso no rosto”. lembro também de um texto que li no instagram ‘como pode o caminho ser tão tortuoso e de dor se o objetivo da vida é ser feliz? seu plano é ser feliz, então torne o processo agradável’. hoje mudo minha postura de desesperança e medo. hoje eu escolho encarar as coisas de um jeito diferente, mais alegre, com um sorriso no rosto. e parece mesmo algo que não é nada de muito milagroso”, até que você também sinta e comece a agir assim. o Amor muda tudo, e é preciso coragem para deixa-lo transformar os corações.

     

    Ψ

     

    quando tudo começou a mudar, leia neste link

     

    #BEUC

     

     

  • aleatoriedades,  estudos,  listas

    pétalas da internet antes da fuvest

    tocando “jovem” do supercombo – já no finalzinho da escrita desse post – porque essa música me motiva muito!

     

    eu nunca vou abandonar meus sonhos - supercombo

     

    há algum tempo vendo querendo postar esse tipo de lista com os links e coisas que me motivaram/inspiraram na semana, mês, ano, não importa a época. fiquei bastante tempo sem fazer isso porque queria ter um nome especial pra essa categoria e como não tinha nenhuma certeza se seria algo semanal ou mensal, escolhi uma palavra bem genérica que desse pra usar em tudo: pétalas. o legal – ou esquisito – é que consigo atribuir a palavra tanto para inspiração, motivação, ideias, referências… uma infinita lista de coisas.

     

    a fuvest é nesse domingo e eu estava perfeitamente bem até começar a pensar na prova. agora que comecei, não consigo mais parar e o que me resta é a bem conhecida busca pela calma. ansiedade não é algo fácil de se lidar e o jeito que achei pra isso é diminuindo o ritmo dos meus compromissos – que são muitos – e buscar um pouco de motivação. esse mundo do studygram tem me ajudado demais nesse processo, mas também várias outras partes da internet.

    Ψ

    sem muita demora, aqui estão algumas coisas que me ajudaram (e me ajudam) a acalmar a maré.

     

     

     

    O que é arte pra você?

     

     

    achei esse vídeo no facebook e QUE VÍDEO LINDO. ele não tem muito a ver com o mundo dos vestibulares mas com certeza exerceu uma influência gigantesca no meu ânimo. se você gosta de arte, de pessoas, (não precisa gostar de crianças, mas se gostar vai ser mais legal ainda) de educação… tenho certeza que você vai amar isso. antes de adultos todos fomos crianças, e é muito legal ver o quê coisas tão sujetivas como a arte representam pra um ser humano. assiste, sério ♥ (foi hoje que achei o vídeo, e talvez por isso seja o que está me motivando mais)

     

     

    Nilce e Leon

     

     

    (desconsidera que é sobre o enem, porque isso tá funcionando pra mim só agora) engraçado que depois que conheci esse casal da internet saio falando pra todo mundo “ei, você precisa conhecer a Nilce e o Leon. eles isso e aquilo”. sempre brinquei com as pessoas que são de alguém ou alguma coisa e hoje – muito provavelmente – me vejo nessa situação. hoje, com certeza, eles são meus maiores motivadores da internet. seja para os estudos, casamento, ou para vida. eles são demais. (fica só entre nós que quase tive um treco quando vi eles há 20 metros de distância na BGS 2018)

     

     

    beuc – blog everyday until christmas

     

    não tem nada de muito milagroso no ato de blogar todo dia em um mês, mas desafios me conquistam facinho facinho. final de ano é com certeza um momento turbulento pra mim, especificamente a primavera (por isso fiz uma listinha da felicidade pra me ajudar). na bagunça não há melhor ajuda que a escrita para colocar as coisas no lugar. manter as coisas dentro de mim sufoca, então só de pensar em escrever mais fico tranquila.

     

     

    depoimento sobre o vestibular da faculdade dos sonhos

     

     

    confesso que quando comecei a ouvir ela falando não gostei muito, mas quem disse que minha ânsia de informações não supera tudo? assisti os três vídeos dela com relação à usp e o depoimento dela e as falas de motivação me incentivaram a continuar nessa onda. assim como tudo nessa vida: não é nada milagroso, mas pra quem está em busca de um pouco de esperança qualquer coisa vira fonte.

     

     

    minha eterna motivação

     

     

    em uma das minhas crises “o que faço da vida” achei o cara que me ajudou a entender de uma vez por todas qual faculdade fazer. certezas nem sempre são coisas absolutas e é muito bom reconhecer isso. coloco esse vídeo aqui porque é sempre bom lembrar do porquê escolhi biologia, é o que me mantém firme.

     

     

    melhor inspiração para estudantes

     

     

    essa jornada já tá comigo faz um tempinho considerável, e essa menina é uma ótima fonte de inspiração para o mundo dos estudos. aliás, esse vídeo foi um ótimo “cai na real” com muito amor pra eu parar com alguns maus hábitos nos estudos.

     

     

    devagar e sempre

    “continue a nadar” certamente é a frase que mais tem me motivado nos últimos anos. e não se trata apenas de continuar existindo, mas de viver e prestar atenção no processo. a Maki de Mingo – como sempre, me ajudando – falou sobre a nossa ânsia de ter várias ideias, projetos e querer compartilhar, fazer tudo de imeadiato. o mundo de hoje traz essa sensação de que não temos tempo e por isso precisamos fazer tudo bem rápido, mas não é bem assim. é hora de começar pequeno, devagar e sempre.

     

    Ψ

     

    esse foi um post beeem aleatório mas que significa muito pra mim. talvez já seja uma característica do blog essa coisa do “sem revisão, postei assim mesmo”, e esse aqui surgiu num minuto e no outro já tinha digitado tudo. como repeti várias vezes aqui mesmo “não tem nenhum milagre”, é só um grito de motivação, um desabafo do que me salvou de momentos de angústia causados por essa vida louca de vestibular.

  • arte,  desafios,  fotografia

    6 on 6 forever late • n o v e m b e r

     

    até que tudo mude, nada mudou

     

    ndsfoto_facebook-6

     

    ultimamente as cores têm me chamado mais atenção na fotografia. e quando elas não ficam tão ‘chamativas’, acabo colocando um pouco mais de saturação no lightroom e fica tudo certo.

     

    ndsfoto_facebook-8

     

    não fica natural, e nem é pra parecer real mesmo. o legal da fotografia pré e pós produção é que o conceito da foto pode ser facilmente mudado no processo. é um saco quando não pode fugir do tema, do conceito principal. mas, quando é um ensaio feito sem nenhuma regra a seguir, as coisas simplesmente fluem e a mente fica livre pra mudar o sentido que as imagens vão ter no resultado final.

     

    ndsfoto_facebook-7

     

    mesmo que eu trabalhe com ensaios fotográficos femininos, infantis e eventos, a fotografia sempre me chamou mais atenção para a subjetividade.

     

    ndsfoto_facebook-10

     

    cada símbolo, cor, forma e tudo que compõem uma arte visual têm um significado específico. juntos, formam um, dois, três novos sentidos. isso é incrível.

     

    ndsfoto_facebook-13

     

    minha fotografia é mais conceitual e artística do que qualquer outra coisa, é mais forte do que eu

     

    ndsfoto_facebook-14

    não percebi de início, mas o 6 on 6 tá me ajudando a me descobrir em outras áreas da fotografia. isso é ótimo.

    Ψ

     

    por motivos maiores, as coisas andam atrasadas em todas as socials networks que administro. estou testando essa coisa de não colocar primeira letra maiúscula no início das frases e também a de postar aqui em inglês – inclusive o 6 on 6 fará parte dos posts em inglês futuramente.

    esse foi o primeiro 6 on 6 que usei a câmera para tirar as fotos. foi no próprio dia 6. minha maior dificuldade é sempre em postar, coisa que minha personalidade ‘bipolar’ não permite o tempo todo, mas esse mês saiu!

    (ignorando as 500 palavras que o google acha bom ter em uma publicação)